Skip links

Reposição hormonal tratamento comum principalmente na menopausa

Reposição hormonal tratamento comum principalmente na menopausa

Confira abaixo a matéria que a Dra. Ticiana Cabral fala sobre ‘Reposição hormonal tratamento comum principalmente na menopausa’, para o Bahia Notícias Mulher.

Link original: http://bit.ly/2ihT0xG

A reposição hormonal é um tratamento comum em diversas fases da vida, tanto para homens quanto por mulheres. Existem diversos fins para este tratamento, mas no universo feminino, a mais conhecida é a menopausa.

A menopausa é uma das maiores justificativas para as mulheres recorrerem a reposição hormonal. A queda da fertilidade feminina acontece entre 45 e 55 anos e modifica a quantidade de hormônios presente no corpo, o que acaba levando aos característicos e conhecidos efeitos: depressão, irritabilidade, insônia, ganho de peso, diminuição de memória, oscilação de humor, perda do desejo sexual, ressecamento da pele e da mucosa vaginal.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, a reposição hormonal feminina na menopausa é necessária não apenas pelo conforto, mas a queda do estrógeno e progesterona aumentam as chances de doenças cardiovasculares e osteoporose.

“Os calores repentinos, falta de lubrificação vaginal e falta de desejo sexual são problemas e principais reclamações das mulheres com a queda da taxa dos hormônios. O corpo da mulher se altera por completo, não é apenas a parada do fluxo menstrual. Considero a reposição hormonal um dos tratamentos principais e indispensáveis para essa fase”, explicou a Ginecologista Ticiana Cabral. A médica ainda falou que a prática regular de exercícios e um alimentaçãoo balanceda associados a reposição potencializam o tratamento.

Recentemente a ginecologista baiana Ticiana Cabral participou de um congresso com a temática “Hipertrofia muscular e menopausa” com o renomado endocrinologista Dr Minuzzi. O especialista alerta para os perigos de um tratamento feito de maneira errada. E entre os assuntos abordados um chama atenção dos médicos que é a “Mimetização Hormonal” e consiste em ministrar quantidades corretas de hormônios de acordo com o corpo e a situação de cada paciente.

“A terapia hormonal varia conforme a paciente e não é a cura ou pausa do processo de mudança do corpo, mas um auxílio” concluiu a ginecologista da clínica Emeg Ticiana Cabral. Vale lembrar que o tratamento deve ser ministrado por um ginecologista e ele dirá a melhor forma de fazer e por quanto tempo será necessário.

Join the Discussion

Return to top of page